A 35 dias das convenções, escolha do vice de Neto se afunila em duas tendências

Compartilhe

jairo costa

A 35 dias para o início do prazo de duas semanas para as convenções partidárias e registros de candidatura, quando começará de fato a montagem das peças no tabuleiro da sucessão estadual, caciques da oposição acreditam que a escolha do vice do ex-prefeito ACM Neto (União Brasil) se afunilou em duas tendências. Nas conversas mais recentes com aliados de primeira hora, líderes da União Brasil bastante próximos a Neto – time do qual fazem parte os deputados federais Elmar Nascimento e Paulo Azi – afirmaram que a vaga está praticamente destinada ao também deputado Marcelo Nilo (Republicanos). Fora do núcleo-duro do ex-prefeito, aposta-se em uma mulher, possivelmente, a vereadora de Salvador Ireuda Silva (Republicanos).

Casos e acasos
Já o ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo (União Brasil), tem batido pé firme de que nenhuma das duas tendências serão confirmadas. Mesmo com todos os prognósticos contrários, Zé Ronaldo afirma a quem o indaga que o lugar no palanque é dele e ninguém tasca. Todos, no entanto, estão convictos de que Neto só vai anunciar o nome no limite final do segundo tempo e de que as chances de surpresa não são pequenas.

Saliva doce
Presidente do PDT na Bahia, o deputado federal Félix Mendonça Júnior seduziu o ex-prefeito de Itabuna Capitão Azevedo com um argumento matemático para convencê-lo, ontem, a entrar na batalha da Câmara. Basicamente, assegurou que tanto ele quanto o deputado estadual Leo Prates, ex-secretário de Saúde de Salvador, têm grandes chances de se elegerem. Com isso, emendou, o terceiro colocado do PDT deverá chegar ao Congresso com menos de 50 mil votos. Nesse caso, Azevedo brigaria diretamente com o ex-deputado José Carlos Araújo pela posição. Mesmo que Araújo fique à frente, Felix Júnior lembrou que uma eventual vitória de Neto pode levar Prates ou ele mesmo ao secretariado do futuro governo. Assim, Azevedo herdaria a cadeira.

Xerox autenticada
A nova pesquisa Seculus, divulgada ontem pelo site Informe Baiano, traz índices que, segundo o comando da pré-campanha de ACM Neto, atesta o que vinha sendo detectado nas sondagens qualitativas realizadas por encomenda da União Brasil: a estratégia do ex-prefeito de declarar independência da sucessão nacional atingiu alta aderência e o poder de transferência de votos dos presidenciáveis para seus aliados no estado será o menor desde a redemocratização.  

Corrida de asa
O deputado estadual Tiago Correia projeta que, além da sua reeleição e a de Paulo Câmara, mais três candidatos do PSDB concorrem internamente por ao menos outros dois lugares na Assembleia: Jordávio Ramos, filho da prefeita de Juazeiro, Suzana Ramos; o empresário Zé Carlos da Cebola, que tem base sólida na região de Irecê; e o ex-deputado Pablo Barrozo.

Ninho farto
Para federal, Correia crê que o presidente do diretório tucano na Bahia, Adolfo Viana, renovará o mandato com número acima de 120 mil votos, 18 mil a mais que em 2018. “Ele saiu muito fortalecido de 2020, com a vitória de parceiros nas prefeituras de Juazeiro, Santo Antônio de Jesus, Itamaraju, Esplanada, São Miguel das Matas, Serra do Ramalho e Santa Rita de Cássia. Isso é o que lembro de cabeça”, disse.  

No caso do VLT, ele desativou os trens do Subúrbio, prejudicando milhares de pessoas carentes diariamente. Já a ponte, prometida desde o início de seu governo, hoje está presente apenas no outdoor
Paulo Azi, deputado federal da União Brasil, ao ironizar o que chama de ‘obras de papel’ do governador Rui Costa

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.