Afinal, onde estão Dom Phillips e Bruno Pereira?

Compartilhe

A pergunta acima, e em inglês na foto ao lado, está no ar há cerca de uma semana. O indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips faziam uma expedição na região do Vale do Javari, na Amazônia, quando desapareceram sem deixar vestígios, ao menos até a sexta-feira (10). 

A dupla fazia o trajeto entre a comunidade ribeirinha São Rafael até a cidade de Atalaia do Norte. Eles visitavam a equipe de Vigilância Indígena que se encontra próxima a localidade chamada Lago do Jaburu. Dom Phillips foi ao local para realizar entrevistas. Ele está trabalhando no livro “Como salvar a Amazônia” desde o ano passado. Morando em Salvador, Phillips é correspondente no Brasil há mais de 15 anos e colabora com diversos meios de comunicação do mundo.

Apesar dos pedidos para que as forças de segurança participasssem da busca pela dupla, apenas depois que o caso começou a ter repercussão internacional e que o Judiciário foi acionado que as Forças Armadas foram designadas para procurar o brasileiro e o inglês.

A área em que Bruno e Dom trabalhavam é uma das que mais possui indígenas isolados no planeta, mas também é alvo de diversos grupos de criminosos: garimpeiros, caçadores e pescadores ilegais, além de narcotraficantes. Um suspeito de participação no desaparecimento da dupla está preso e , após demorar de engrenar, o caso tem avançado.

Pesquisa aponta que fome atinge 33,1 milhões de pessoas no país

Levantamento divulgado na última quarta-feira (8) pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan) indicou que 33,1 milhões de pessoas não têm o que comer no país. Os dados constam do 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil. 

De acordo com o levantamento, o número de novos brasileiros em situação de fome aumentou em 14 milhões em pouco mais de um ano. Mais da metade (58,7%) da população brasileira convive com a insegurança alimentar em algum grau, seja leve, moderado ou grave. Segundo a pesquisa, o país retornou a um patamar equivalente ao da década de 1990. Na pesquisa feita no ano passado, a fome no Brasil tinha voltado para patamar equivalente ao de 2004.

Em números absolutos, os dados do segundo inquérito apontam que 125,2 milhões de brasileiros passaram por algum grau de insegurança alimentar. Foram feitas entrevistas em 12.745 domicílios.

Planos de saúde conseguem vitória em decisão do STJ
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu na quarta-feira (8) que as operadoras de plano de saúde não são obrigadas a custear procedimentos que não estão na lista de cobertura feita pela Agência Nacional de Saúde (ANS). A decisão permite possibilidade de exceções.
Para o tribunal, os planos não são obrigados a pagar por um procedimento se há opção simular no rol. Se não houver um substituto terapêutico similar, a cobertura pode acontecer em caráter excepcional, seguindo indicação do profissional de saúde.
A decisão é favorável às empresas do setor, mudando um entendimento do Judiciário. Entidades de defesa dos beneficiários de planos irão recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Varíola dos macacos chega ao Brasil
Foi confirmado o primeiro caso de varíola dos macacos no Brasil. Trata-se de um paciente de 41 anos, da cidade de São Paulo, que viajou recentemente à Espanha. A confirmação aconteceu na quarta-feira (8).

Além do caso confirmado, a Prefeitura de São Paulo também monitora, de acordo com o g1, uma mulher de 26 anos, hospitalizada com suspeita de ter contraído a doença. 

Além desse caso suspeito em São Paulo, o Ministério da Saúde monitora nove casos  nos estados de Santa Catarina (2), Mato Grosso do Sul (1), Rio Grande do Sul (1), Rondônia (2), São Paulo (1), Rio de Janeiro (1) e Ceará (1). Segundo a pasta, os pacientes “seguem isolados e em recuperação”.

Fiocruz alerta para alta de 39,5% de SRAG
A média móvel semanal de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) cresceu 39,5% entre a primeira e a última semana de maio, segundo o boletim InfoGripe divulgado na quinta-feira (9) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Entre os dias 29 de maio e 4 de junho, foram registrados no país 7,7 mil casos da síndrome.

A Fiocruz informou ainda que, se for considerada apenas a população adulta, com 18 anos ou mais, a estimativa é que esse crescimento tenha sido de 88,7%. Entre as crianças, os casos se mantêm estáveis em patamar considerado alto e continuam mais associados ao vírus sincicial respiratório (VSR).

Bombou no site do CORREIO (mais lidas da semana)

1 – Primeiro caso de varíola dos macacos no Brasil é confirmado em São Paulo – A doença tem causado precoupação nas pessoas e um homem, em São Paulo,  foi o primeiro caso confirmado no país.    

2 – PM acusado de assaltar farmácia em Vitória da Conquista é expulso da corporação – O crime aconteceu em fevereiro deste ano. Câmeras de segurança do estabelecimento flagraram o policial.  

3 – Joelma passa mal, mas faz show no Rio de Janeiro   Ela, que lida com sequelas da covid, não recebeu fãs e nem a imprensa no camarim por conta do episódio.      

4 – Sem apoio da PM, evento Pagodão Elétriko é cancelado em Salvador – A festa marcaria o retorno do cantor Igor Kannario no comando da banda A Bronkka.  

5 – Corpos de duas mulheres são encontrados dentro de saco de nylon em Stella Maris – Os corpos foram encontrados com marcas de tiros na Avenida Mãe Stella de Oxóssi.    

      

‘Não existe alegria enquanto todas as crianças não tiverem seus direitos contemplados’ Janaína Britto Mãe do menino transgênero alvo de ataques em Poções, no sudoeste baiano. Ele foi chamado pelo nome social dele na escola onde estuda pela primeira vez na última quarta-feira (8).

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.