Bolívia: ex-presidente Jeanine Añez é condenada a 10 anos de prisão

Compartilhe

A ex-senadora e ex-presidente autoproclamada da Bolívia Jeanine Añez foi condenada a 10 anos de prisão pela Justiça do país. A sentença, proferida nesta sexta-feira (10/6), considerou a ex-parlamentar culpada de participar do golpe de Estado em 2019 contra o então presidente Evo Morales.

Jeanine estava presa desde março de 2021, quando foi encontrada pela polícia escondida dentro de uma cama box. Em agosto, a Procuradoria-Geral da Bolívia acusou a ex-presidente pelo genocídio de cerca de 20 opositores, mortos em protestos durante o período em que ela comandou o país.

  • O presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores e fala com a imprensa na saída do Palácio da Alvorada
    Política
    Bolsonaro cita ex-presidente boliviana presa: “Não serei uma Jeanine”
  • GettyImages 1186781177
    Política
    Evo Morales deixa Argentina e vai para a Venezuela após vitória de aliado
  • Carlos Alberto França
    Política
    Novo chanceler já elogiou governo socialista de Evo Morales
  • De acordo com o Tribunal de Primeira Instância de La Paz, a pena será cumprida em uma penitenciária feminina da capital boliviana. Informações da agência Associated Press dizem que o julgamento durou três meses.

    Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

    O post Bolívia: ex-presidente Jeanine Añez é condenada a 10 anos de prisão apareceu primeiro em Metrópoles.

    Participe do grupo e receba as principais notícias
    de Itamaraju e região na palma da sua mão.

    Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
    termos de uso e privacidade do WhatsApp.
    HOT & NEW
    Thank You
    You are now Subscribed to our product newsletter.
    HOT & NEW
    Thank You
    You are now Subscribed to our product newsletter.