Caminhões dos filmes “Transformers” de quase R$ 1,5 milhão chegam ao Brasil

Os caminhões da Peterbilt ganharam ainda mais fama após se tornarem (ou interpretarem?) personagens na franquia de filmes ‘Transformers’, como Optimus Prime, líder dos Autobots. E agora, o Brasil recebe não só uma, mas dez unidades do caminhão mais famoso dos cinemas.

Mas caminhões dos Estados Unidos são raros aqui no Brasil. Isso ocorre por conta da legislação, que limita nas regras do País o comprimento máximo dos veículos e consideram o tamanho completo da composição, somando cavalo mecânico e carreta.

Ou seja, quanto maior o cavalo mecânico, menos espaço para levar carga.

Por essa razão, todos os caminhões pesados modernos à venda no Brasil são do tipo “cara-chata”, com o motor posicionado exatamente abaixo da cabine. Os “caminhões bicudo”, como são conhecidos, saíram de linha no País. O último modelo como o 389 foi o Mercedes Atron, que parou de ser vendido por aqui em 2020.

Mais detalhes da chegada e sobre a comercialização dos Peterbilt não foram revelados, mas a importação não foi barata. Modelos semelhantes nos EUA custam cerca de R$ 1 milhão pelo câmbio atual, não considerando impostos. É estimado que com a alíquota de 35%, mais os custos alfandegários, cada caminhões deva custa aproximadamente R$ 1,5 milhão.

Os Peterbil 389 são vendidos em várias opções, incluindo um motor seis-cilindros em linha turbodiesel de 12,7 litros de deslocamento e 506 cavalos. O câmbio pode ser manual ou automático, com até 18 marchas. A cabine ampla oferece espaço para até duas camas, armário e TV. Já o painel, ainda que tenha sido modernizado, carrega a infinidade de mostradores comum aos caminhões norte-americanos.

A lendária marca americana foi fundada em 1939 e faz parte do grupo Paccar, que no Brasil também comercializa os modelos da DAF. Por conta do baixo mercado para os “bicudos” no País, não há chance de “caminhões Transformers” serem vendidos oficialmente por aqui.

Por | Uol

Deixe seu comentário