Casa onde adolescentes exploradas foram achadas estava suja e tinha armas e drogas

Compartilhe

Dois homens foram presos em flagrante por exploração sexual de crianças e adolescentes e corrupção de menores, no bairro Santa Mônica, na manhã de quinta-feira (12). Um dos suspeitos tem 63 anos e o outro 25, seus nomes não foram divulgados. Na casa em que eles estavam foram encontradas duas meninas de 14 e 16 anos seminuas, além de armas brancas e drogas. 

A ação foi resultado da Operação Flor de Lótus, deflagrada pela Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), com apoio da Coordenação de Operações Policiais (COP), do Departamento de Polícia Metropolitana (DEPOM). Cerca de 20 agentes participaram da operação.

Os agentes começaram a investigar o caso a partir de uma denúncia anônima. A suspeita é que um dos homens mantinha mais adolescentes na casa e trocava hospedagem por favores sexuais, enquanto o outro agenciava as meninas à prostituição. Segundo a delegada titular da Dercca Simone Moutinho, as famílias das jovens moram nas adjacências do bairro e sabiam do que estava em curso. 

“Tudo iniciou quando recebemos uma denúncia anônima há meses atrás de exploração sexual de menores. Nós investigamos com cautela, conseguimos o mandado de busca e apreensão e fomos cumprir hoje. Chegando ao local encontramos um dos suspeitos na cama com uma adolescente e outra adolescente desnuda da cintura para cima”, relata a delegada. 

Quando a operação foi deflagrada, um dos suspeitos tentou fugir pelos fundos da casa, mas foram impedidos pelos agentes de segurança. As meninas não possuíam sinais de agressões, mas estavam abatidas. “Não estavam com sinais de agressão, embora tivessem as fisionomias abatidas. A casa estava muito suja, sem o mínimo de higiene. Também foram encontrados um arsenal de armas brancas e um resto de cigarro de maconha”, afirma Simone Moitinho.

Um arsenal de armas brancas foi encontrado na casa de um dos suspeitos

(Foto: Tony Silva/Divulgação)

No celular de um dos suspeitos, os investigadores encontraram imagens e vídeos de nudez de adolescentes, inclusive das duas encontradas no local. Além das 30 armas brancas, como espadas, facas e estrelas ninjas, foram apreendidos celulares, máquina de cobrança de cartão de crédito, fitas de vídeos, câmera digital, HD externo e pendrive. 

As duas adolescentes que moravam no local a cerca de 1 ano e meio, foram encaminhadas para o serviço de assistência social da Dercca e os materiais serão periciados, segundo a Polícia Civil. 

A delegada Simone Moutinho reforça a importância que quem suspeitar de casos de exploração sexual denuncie através dos números 181 e Disque 100. “Para estimular esse tipo de ação na sociedade e como perceber que um adolecente está sendo vítima de exploração sexual, a Polícia está lançando a ação Florescer, na qual serão distribuídas cartilhas educativas”, diz. 

A ação será lançada no Salvador Shopping, dia 18, no Shopping Barra no dia 19 e no Salvador Norte Shopping no dia 20 deste mês.

HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.