Colégio Adventista vai rescindir contratos com professores sem formação acadêmica

Compartilhe

O Colégio Adventista do bairro da Liberdade vai rescindir os contratos com os professores que ensinam na instituição, mas não possuem formação acadêmica exigida para atuar com as turmas do Ensino Médio. O fim dos contratos ocorrerá até o fim do primeiro semestre letivo.

A instituição foi procurada pelo Ministério Público estadual (MP-BA) e assinou um Termo de Ajustamento de Conduta, se comprometendo a regularizar a situação.

Proposto pela promotora de Justiça Thelma Leal, o acordo solicita a contratação de docentes substitutos, com formação acadêmica exigível para evitar prejuízos aos estudantes. Isso porque, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, orienta contratação de professores com formação em nível superior, com licenciatura plena. A formação em nível médio só é aceita para educação infantil e cinco primeiros anos do ensino fundamental. 

O CORREIO entrou em contato com as instituições envolvidas, mas não foi atendido. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.