Corpos encontrados na Amazônia estavam amarrados em árvore e em lugar remoto

Compartilhe

As buscas ao jornalista inglês Dom Phillis e ao indigenista Bruno Pereira levaram às equipes a encontrar dois corpos, que teriam sido encontrados amarrados a uma árvore, de acordo o jornal britânico The Guardian. A informação teria sido passada aos familiares do jornalista pelo embaixador do reino Unido no Brasil.

“Ele disse que queria que soubéssemos que … eles tinham encontrado dois corpos”, disse Paul Sherwood, cunhado de Phillips.

“Ele não descreveu o local e apenas disse que era na floresta tropical e que estavam amarrados a uma árvore e que ainda não tinham sido identificados”.

Nesta segunda (13), Alessandra Sampaio, esposa do jornalista, afirmou que o corpo dele e o do indigenista Bruno Araújo Pereira foram encontrados. Eles estavam desaparecidos desde  dia 5 de junho na região da Amazônia.

A informação chegou após a polícia, na noite de domingo (12), confirmar que os pertences encontrados na região de busca pertenciam aos homens. 

Em seu perfil no Instagram, a Univaja, na manhã de hoje, negou a informação de que corpos foram encontrados na região de buscas. “Informamos que não é verdadeira a informação de que foram encontrados corpos nas áreas de busca. Acabamos de confirmar com nossa equipe de campo”. 

As autoridades brasileiras também não confirmaram as informações até o momento. 
 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.