Creta N Line, SUV da Hyundai ganha apelo esportivo

Compartilhe

autos hyundai creta nline 01
A versão NLine do Creta tem uma dianteira mais arrojada

Terceiro SUV mais vendido no Brasil e o mais emplacado na Bahia, o Creta ganhou novidades para a linha 2023.

A Hyundai escolheu o modelo para estrear a grife N no Brasil e apresentou uma configuração com aparência esportiva.

Como as alterações mecânicas se resumem a um novo acerto da suspensão, que ficou mais firme, e uma recalibração da direção elétrica, que ficou mais direta, a empresa utiliza a sigla N Line para identificar essa nova versão.

Na estética, muitos itens foram atualizados, ressaltando a esportividade, começando pela nova grade e para-choques. Por dentro, detalhes escurecidos, contrastando com costuras vermelhas. Para os pedais, um desenho esportivo e aplicação de metal.

Na propulsão, a empresa manteve o eficiente motor 1 litro turbo com injeção direta de combustível, são 120 cv potência e 17,5 kgfm de torque, entregue aos 1.500 giros. Ele é associado a uma transmissão automática de seis velocidades.

O Creta N Line chega às concessionárias dia 24, por R$ R$ 159.490. É um preço próximo ao da versão Ultimate (R$ 160.990), topo de linha que é equipado com motor 2 litros. A opção mais barata do SUV é a Comfort, tabelada por R$ 115.790.

O QUE REPRESENTA
A marca N foi criada em 2015 para batizar os Hyundai preparados para renderem mais.

“N” vem do formato das chicanes e curvas e também uma homenagem a Namyang, cidade na Coreia do Sul onde se localiza o centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Hyundai.

Há ainda uma referência a Nürburgring, famoso autódromo na Alemanha, onde são testados os veículos N.

ROYAL ENFIELD EM ALTA
Em um mercado dominado pela Honda, que tem 76% de participação nos emplacamentos de motos no Brasil – o que representa 392 mil unidades -, a Royal Enfield tem apresentado bons resultados e já ocupa a quinta posição no segmento de duas rodas.

Com 3.703 unidades licenciadas entre janeiro e maio, a empresa está atrás da BMW (4.413) e na frente da Kawasaki (3.546 motos).

autos royal enfield
A Royal Enfield vive o seu melhor momento no mercado brasileiro

Mas a Royal Enfield quer mais e está nos preparativos finais para iniciar a produção de motocicletas no país.

A marca indiana realizará a montagem de seus produtos em Manaus, por meio de um acordo firmado com a Dafra.

Com isso, a expectativa é comercializar 12 mil motocicletas no mercado nacional até o final deste ano.

TECNOLOGIA AMPLIADA
A Jeep anunciou que irá lançar nas próximas semanas a Gladiator, picape derivada do Wrangler.

Enquanto o novo modelo não chega, o fabricante revelou novidades da linha 2022 do utilitário, e alguns desses equipamentos deverão estar na Gladiator.

autos jeep wrangler 2022
A Jeep agregou novas tecnologias ao Wrangler

O foco é na segurança e o destaque é que o pacote de recursos de auxílio à condução inclui frenagem automática de emergência, piloto automático adaptativo e farol alto com comutação automática de facho.

Para tornar a visualização de trilhas mais fácil, foi instalada uma câmera no meio da grade dianteira, que exibe as imagens na central multimídia.

Custa entre R$ 459.990 (Sahara duas portas) e R$ 484.990 (Rubicon quatro portas).

SALVE A RAINHA
A Rainha Elizabeth II está comemorando 70 anos de reinado e recebendo diversas homenagens.

Os fabricantes britânicos não deixaram o Jubileu de Platina passar em branco e a Jaguar revitalizou um E-Type 1965 para um dos seus clientes participar de um desfile.

autos jaguar e type 1965
O restaurado E-Type de 1965 participou do desfile em homenagem à rainha da Inglaterra

O carro esporte ficou nas oficinas do departamento de clássicos da Jaguar por um ano e teve diversos componentes atualizados, começando pelo motor, que foi ganhou mais potência.

Por conta disso, suspensão, transmissão e freios foram redimensionados. Para modernizar a experiência a bordo do veículo sem comprometer o ar clássico, foi adicionado o sistema Classic Infotainment.

A empresa não revelou o custo da atualização.

PRODUÇÃO CRESCE
Aos poucos a produção de veículos vai se recuperando das restrições impostas pela crise global dos componentes eletrônicos.

Mesmo com paradas pontuais em algumas fábricas, o volume total produzido em maio pela primeira vez no ano superou a marca de 200 mil unidades, o que não ocorria desde dezembro.

Foram 205,9 mil unidades produzidas no último mês, o que representa um crescimento de 10,7% sobre abril.

Pela primeira vez neste ano, houve crescimento sobre o mesmo mês do ano anterior, de 6,8%.

Coincidentemente, foi em maio de 2021 que a falta de semicondutores começou a gerar os primeiros impactos relevantes no setor automotivo brasileiro.

O modelo mais afetado foi o Chevrolet Onix.

FASTBACK, O NOVO FIAT
A onda dos SUVs com estilo coupé não para de crescer e, desta vez, a Fiat oficializou o que era esperado desde 2018, quando apresentou no Salão do Automóvel de São Paulo um modelo com essa carroceria.

Foi batizado de Fastback e chegará ao mercado brasileiro no último trimestre deste ano.

AVALIAÇÃO DO VOLVO XC60
Rodei na linha 2023 do SUV da Volvo na Patagônia, sul da Argentina e conto minhas impressões em vídeo.

Dê play e confira a avaliação

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.