Datafolha aponta que 50% dos brasileiros são favoráveis às cotas raciais em universidades públicas

Compartilhe

pexels rfstudio 3059749

Uma pesquisa realizada pelo Datafolha apontou que 50% da população brasileira são favoráveis às cotas raciais nas universidades públicas do país, enquanto 34% são contra, 12% não sabem e 3% são indiferentes.

O índice chega a ser de 60% entre pessoas que têm filhos matriculados em escolas particulares, justamente a parte da população que não se beneficie dessa política pública. A aprovação também é maior entre as pessoas que consideram o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) como péssimo, 57%. Já os brasileiros que consideram o governo atual como ótimo, 34% são contra as cotas raciais. O levantamento foi realizado em março de 2022 com 2.090 pessoa com mais de 16 anos de idade e em mais de 130 municípios do país.

A lei de cotas foi aprovada no Brasil há 10 anos. A legislação exige que as universidades públicas incluam vagas exclusivas em suas seleções para pretos, pardos e indígenas, de acordo com proporção dessas populações em cada Estado.

Um estudo recente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mostrou que a participação dessa parte da população cresceu nas instituições federais de ensino superior nos últimos anos. Estudantes vindos de escolas públicas passaram de quase 28% em 2012 para 38% em 2016. A pesquisa do Datafolha também fez perguntas sobre a abordagem de discriminação racial nas escolas e sobre crenças ideológicas. Segundo o levantamento, 81% dos entrevistados concordam que o assunto deve ser discutido em sala de aula.

*Com informações do repórter Vinícius Moura

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.