Diagnoson a+ investe R$ 14,5 milhões em Salvador

Compartilhe

O parque de medicina diagnóstica de imagem da Diagnoson a+, clínica localizada na Pituba, acaba de receber um aporte de aproximadamente R$ 14,5 milhões em novos equipamentos e obras de infraestrutura para a área de Medicina Nuclear. Com esse pacote de investimentos, a Diagnoson a+, marca que integra o Grupo Fleury, passa a contar com tecnologias ainda mais avançadas em precisão, segurança e agilidade, além de novos softwares com inteligência artificial ultramodernos. 

csm dianosom d82e262208
Grupo Fleury investiu R$ 14,5 milhões em novos equipamentos na Diagnoson a+ (Foto: Divulgação)

Desde a aquisição por parte do Foleury, a Diagnoson a+ dobrou de tamanho. Nos últimos cinco anos, o grupo já investiu um total de R$ 689 milhões no Nordeste, por meio da aquisição de cinco companhias. Esses acordos acrescentaram 50 unidades de atendimento e mais de R$ 260 milhões em receita anual à operação. O Fleury adquiriu também no Nordeste as marcas Laboratório Marcelo Magalhães e Diagmax (Pernambuco), Inlab, (Maranhão), Centro de Patologia Clínica e o Instituto de Radiologia (Rio Grande do Norte).

Entre os novos equipamentos disponíveis em Salvador estão uma ressonância magnética, já que um dos grandes desafios para os profissionais da área de diagnóstico por imagem tem sido alcançar melhores resultados em curto período. O novo equipamento utiliza uma tecnologia em que o software de inteligência artificial atua pela rede neural de conhecimento realizando a reconstrução das imagens, após a aquisição efetuada pela máquina. 

Com esse processo, o sistema identifica detalhes prejudiciais à qualidade do exame – como artefatos e ruídos, por exemplo – e os elimina, proporcionando ainda mais qualidade ao estudo. Com a redução média de 60% do tempo do exame, a partir da moderna ressonância e de protocolos ágeis, é possível atender de maneira ainda mais humanizada os clientes com fobia e dores crônicas, além de aumentar a possibilidade de fazer exames pediátricos sem sedação. 

Outra máquina é a Gama Câmara para realização do exame de cintilografia do miocárdio com finalidade de avaliar o fluxo sanguíneo nas artérias que nutrem o músculo cardíaco, detectando possíveis falhas na irrigação de determinadas regiões do coração. Além disso, a reda adquiriu o PET/CT, utilizado principalmente nas áreas de oncologia, cardiologia e neurologia, cujo exame combina a tecnologia da tomografia por emissão de pósitrons com a tomografia computadorizada. A grande vantagem desse método híbrido é a obtenção de informações metabólicas e anatômicas do corpo inteiro em um mesmo estudo e em apenas uma imagem, dando maior precisão diagnóstica e permitindo ao médico visualizar as áreas afetadas pela doença. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo. Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.