Ex-vereador do Rio de Janeiro, Jerominho, é morto a tiros

Compartilhe

O ex-vereador pelo Rio de Janeiro e ex-policial civil, Jerônimo Guimarães Filho, conhecido como Jerominho, foi morto a tiros nesta quinta-feira, quando passava de carro pela Estrada Guandu do Sapê, em Campo Grande, zona oeste do Rio.  Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que a vítima foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.ebcebc

O cunhado de Jerominho, que também estava no carro com ele, foi ferido, e está em estado grave no hospital.  O ex-vereador levou dois tiros: um na perna e outro no tórax e foi levado até o hospital por pessoas que estavam no local. A ocorrência está sendo apurada.

Jerominho e o irmão Natalino Guimarães, que foi deputado estadual e também policial civil, ficaram presos entre 2007 e 2018,  apontados como fundadores da primeira e  maior facção de milicianos do Rio de Janeiro, a Liga da Justiça, criada na zona oeste, reduto eleitoral do ex-vereador.

De acordo com a Polícia Civil, o grupo é acusado de homicídios, extorsões e comércio irregular na venda de água e botijões de gás.

Em dezembro do ano passado, Jerominho foi novamente preso durante operação da Polícia Civil, acusado de ser responsável por extorsões sofridas por motoristas de transporte alternativo em Campo Grande.

A prisão, no entanto, foi revogada uma semana depois, porque a sentença foi expedida em relação ao mesmo processo em que ele já havia cumprido pena em presídio federal.

*Com informações da Agência Brasil

Segurança Rio de Janeiro 04/08/2022 – 23:48 Fabiana Sampaio* – Repórter da Rádio Nacional Jerominho quinta-feira, 4 Agosto, 2022 – 23:48 1:27