Giovanna Ewbank parte para cima de mulher que foi racista com seus filhos

Compartilhe

Os filhos da atriz Giovanna Ewbank foram vítimas de racismo no restaurante Clássico Beach Club, na Costa da Caparica, em Portugal, neste sábado (30). Ewbank e o marido, o ator Bruno Gagliasso, estão de férias na Europa com os Titi, de 8 anos, Bless, de 7, e Zyan, de 2. Uma família de turistas angolanos também foram alvo das ofensas racistas. Segundo assessoria do casal, a mulher foi presa.

Em um vídeo, que circula nas redes sociais, é possível ver a atriz partindo para cima de uma mulher e ouvi-la chamando de “racista nojenta”. Segundo a coluna Léo Dias, pessoas que estavam no local falaram que a mulher disse, se referindo aos filhos de Ewbank, para “tirar aqueles pretos imundos dali”. Bruno presenciou tudo. 

“Racista nojenta [..] Eu tenho pena de você, porque você não é amada. Você uma nojenta. Você merece um soco, uma porrada na sua cara”, diz a atriz, enquanto é contida por um rapaz. Bruno Gagliasso aparece ao lado da esposa sem interferir.

Em nota, a agência de relações públicas, que representa o casal, confirmou que Titi e Bless foram vítimas de racismo. 

“Uma mulher branca, que passava na frente do restaurante, xingou, deliberadamente, não só Títi e Bless, mas também a uma família de turistas Angolanos que estavam no local – cerca de 15 pessoas negras. A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outras absurdos proferidos às crianças, tais quais “pretos imundos””, diz o texto.

A assessoria dos artistas confirmou que a atriz reagiu e enfrentou a mulher, enquanto Bruno Gagliasso chamou a polícia. A mulher foi presa e o casal informou que prestará queixa formal na delegacia portuguesa.