Grupo que discutirá plano de Lula tem só 20% de mulheres

Compartilhe

O grupo escalado para discutir o plano de governo de Lula tem apenas 20% de mulheres. Dos sete partidos da coligação “Vamos Juntos pelo Brasil”, só dois indicaram mulheres para a mesa de negociação: o PT e o PSol.

A primeira reunião do grupo aconteceu na quinta-feira (9/6) na Fundação Perseu Abramo, braço programático do PT, em São Paulo. No sábado (11/6), haverá mais um encontro.

  • Bolsonaro e Lula
    Política
    Bolsonaro sobre Lula ter aprovação maior entre mulheres: “É mais bonito”
  • O PT indicou a deputada Maria do Rosário e Mônica Valente, integrante do diretório nacional da sigla. O Psol escolheu Natalia Szermeta, presidente da fundação do partido. São as três únicas mulheres entre 14 integrantes.

    PSB, sigla do vice Geraldo Alckmin, Rede, Solidariedade, Partido Verde e PCdoB só enviaram homens para os debates sobre o plano de governo da chapa Lula-Alckmin. Com o ex-ministro Aloizio Mercadante, são onze homens no grupo.

    A baixa representatividade das mulheres dentro das pré-candidaturas também acontece no MDB. Na quarta-feira (8/6), Simone Tebet, pré-candidata da sigla ao Planalto, divulgou uma foto em que aparece na TV de uma sala de reunião exclusivamente masculina sobre sua própria candidatura. O encontro contou com Tebet e nove homens.

    Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

    Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

    O post Grupo que discutirá plano de Lula tem só 20% de mulheres apareceu primeiro em Metrópoles.

    Participe do grupo e receba as principais notícias
    de Itamaraju e região na palma da sua mão.

    Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
    termos de uso e privacidade do WhatsApp.
    HOT & NEW
    Thank You
    You are now Subscribed to our product newsletter.
    HOT & NEW
    Thank You
    You are now Subscribed to our product newsletter.