Guaraná da Fratelli Vita esgota após matéria, e lojas fazem lista de espera na Bahia

Compartilhe

Fórmula do antigo guaraná Fratelli Vita demorou sete anos para ser reconstituída (Foto: @wandteixeira_jr/Divulgação)

Tem o guaraná Vita? O chamado às vovós para contar sobre a volta do guaraná Fratelli Vita – por ora rebatizado de Família Vita – a Salvador e Lauro de Freitas deu certo. Nos dias seguintes à publicação da informação na coluna Baianidades, deste CORREIO, o que se viu foi uma espécie de ‘corrida da saudade’ aos pontos de venda da iguaria. A demanda imprevista, claro, fez com que o produto sumisse rapidamente das geladeiras. Foi o famoso não deu para quem quis. 

O que se tem agora são listas de espera, nas quais a soma reservada já chega a até 500 unidades em apenas uma das lojas, além de muitas histórias de saudade contadas e lembranças familiares resgatadas. Acrescente também, em bom baianês, a agonia no juízo dos donos dos estabelecimentos (o telefone tocando o tempo todo) e a ansiedade pela renovação do estoque. 

“Foi uma grata surpresa. Estamos com lista de espera, clientes ligando, outros chegam aqui procurando. Depois da matéria foi incrível, um retorno muito legal. É uma lembrança gustativa. Os clientes falam muito da relação que tiveram com o refrigerante. De família, de infância”, conta Luciana Ornelas, do Casa de Mainha, localizado na Pituba. 

A lista em crescimento no restaurante está recheada de histórias, mas não apenas do passado. Tem também aqueles que querem levar o especial sabor aos mais novos, como uma reserva de 40 garrafinhas para um aniversário infantil que vai acontecer em Ilhéus, no litoral sul do estado. 

No Noz Moscata, principalmente na unidade da Pituba, a procura também está intensa. A lista de reserva tem, inclusive, o pai da proprietária, Marta Carneiro Ribeiro. Seu Hamleto Carneiro Ribeiro, 78 anos, não perdeu tempo quando soube da volta do Fratelli Vita. Pegou o celular e já mandou um áudio para a filha. 

“Quero, sim. Afinal, esse Fratelli Vita faz parte da minha história, da minha infância. Tinha o sabor de laranja e o de limão. A fábrica era ali no Comércio, na Barão de Cotegipe. A fábrica era enorme”, conta ele, que ainda lembra de mais detalhes e faz recomendações: “A gente passava na rua e via as garrafinhas todas andando lá na fábrica. Era bonito de se ver. Quando tiver um portador, me mande umas garrafinhas para eu matar a saudade”.

Marta, a filha, conta que já espera o sucesso, mas não que viesse de uma vez só. “A gente imaginava que ia fazer sucesso porque era um refrigerante que antigamente todo mundo conhecia, mas não imaginava que fosse todo mundo ficar tão saudosista”, diz. A lista de espera da loja já tem 360 clientes. 

csm familia vita provando o fratelli vita na luka boutique de paes divulgacao 0b78ac59af

Cassius Oliveira (direita), da Luka Boutique de Pães, recebe membros da família Vita da Bahia que foram provar guaraná feito pelos Vita de Pernambuco. Gabriela, Maria Lúcia, Georgia e Fernanda Vita, além de Herval Souza Filho, aprovaram (Foto: Divulgação)

A corrida pelo guaraná também continuou em Lauro, onde a venda acontece na unidade local da Noz Moscata, em Vilas do Atlântico, e na Luka Boutique de Pães, na Estrada do Coco, comandada por Cassius Oliveira. Por lá, a lista de espera também continua crescendo.

“Teve cliente que chegou aqui e levou para provar. Voltou dizendo que está com o mesmo sabor e querendo levar mais, mas aí já tinha acabado. Agora é esperar chegar. A busca, de fato, é aquela coisa do saudosismo”, relata Cassius. 

Por ora, os estabelecimentos têm descartado a possibilidade de limitar a quantidade de unidades por clientes, pois, mesmo com a espera e a necessidade de elaborar uma logística especial de venda e entrega do produto, ainda é possível suprir a demanda. 

De acordo com uma representante da família Vita, há uma entrega de 1.500 unidades prevista para chegar aqui na Bahia na próxima quarta-feira (3). Destas, pelo menos 800 já estão reservadas nas lojas.

A produção recém-retomada pela família Vita é feita em um fábrica do Recife, de modo ainda artesanal. Mas para a alegria dos mais saudosos, e também dos curiosos, a escala de produção poderá crescer em um futuro não muito distante. A prefeitura de Alagoinhas, no nordeste da Bahia, já demonstrou interesse em receber uma fábrica para ampliar o leque de bebidas em seu polo de produção. 

Onde encontrar
É possível encontrar o guaraná Família Vita nas três lojas da Noz Moscata que ficam na Avenida Paulo VI (Pituba), no Max Center (Itaigara) e no bairro de Villas do Atlântico, em Lauro de Freitas. Ainda em Lauro, a Luka Boutique de Pães, na Estrada do Coco, também tem a iguaria, assim como a Casa de Mainha, no Shopping Avenida, também na Av. Paulo VI.

HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.