Homem que tatuou à força nome no rosto da ex descumpriu duas medidas protetivas

Compartilhe

Acusado de tatuar à força o próprio nome no rosto da ex, Gabriel Coelho, 20 anos, descumpriu duas medidas protetivas que o proibiam de chegar perto de Tayane Caldas, 18 anos. Ele sequestrou a jovem e a manteve em cárcere privado no final de semana, a liberando depois de tatuar o nome no rosto da jovem.

Gabriel foi preso por lesão corporal e por descumprir a determinação de não se aproximar da ex-namorada. Ele não aceitava o fim do relacionamento dos dois, segundo o G1. O acusado está no Centro de Detenção Provisória de Taubaté, em São Paulo.

“Para mim, ele me matou por dentro, acabou comigo com uma forma de me marcar e dizer que eu sou propriedade dele”, lamentou Tayane, ontem, em entrevista ao portal.

Gabriel trabalha como tatuador e barbeiro e exibe seus trabalhos nas redes sociais. Depois do fim do namoro com Tayane, ele perseguiu a jovem e a mãe dela chegou a mandar mensagem pedindo para ele seguir em frente, aceitando o fim, mas ele se recusou. Em áudio, ele disse que o pedido não iria adiantar. Quando a mãe de Tayane disse que ele acabaria preso, ele riu. “Não tenho motivos ainda para ser preso”. 

As duas medidas de protetiva de Tayane contra Gabriel eram de 2021 e a outra, mais recente, de abril deste ano.

Para a polícia, Gabriel mostrou um vídeo em que Tayane diz permitir a tatuagem, afirmando que ela consentiu. Ela conta que foi amarrada e ameaçada para fazer a gravação. 

Além de Gabriel, a polícia vai investigar também se o pai dele o ajudou no crime. O relato é que o pai de Gabriel dirigiu o carro, levando Tayane à força até a casa onde ela foi tatuada. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.