Ivete Sangalo diz por que filho teve que vender videogame para comprar prancha de surfe

Compartilhe

A cantora Ivete Sangalo explicou por que o filho precisou vender seu videogame para comprar uma prancha de surfe. Em maio deste ano, o filho mais velho da artista, Marcelo, virou assunto após viralizar um post que fez nos stories do Instagram há dois anos anunciando que estava vendendo seu videogame. “Vendo PS4 (Playstation) e dois controles. Chama no direct. Compartilha, por favor. É para comprar minha prancha nova”, escreveu o menino na ocasião. A publicação virou meme, pois ele é filho de uma das cantoras mais famosas do Brasil. Ivete disse que, na época, perguntou ao filho se ele queria o videogame ou a prancha e ele escolheu a primeira opção. “Não tem a ver com a grana, tem a ver com as escolhas. Ele sabe que ele pode ter a prancha, mas tenho que ensinar ele a fazer as escolhas”, disse a cantora no podcast “Fala, Brasólho”. 

Marcelo se arrependeu de não ter escolhido a prancha e Ivete disse ao filho que ele tinha que se virar, foi então que o menino decidiu vender seu videogame. “Da próxima vez que ele for fazer uma escolha, ele vai equilibrar os desejos dele. Acho massa que o Marcelo se movimente nesse sentido. Aí o Gabriel Medina, lindo e fofo, mandou a prancha [para ele]”, disse a apresentadora do “Pipoca da Ivete”. Durante o papo, a cantora também falou sobre o filho tocar percussão em seus shows. Ela enfatizou que não o pressiona a seguir na carreira artística e que esse desejo de estar no palco parte dele. Segundo a artista, foi Marcelo quem pediu para tocar no DVD que gravou para a HBO: “Falei: ‘Vamos’. Ele me falou: ‘Mas você vai me colocar por que você acha fofo?’. Jamais, primeiro que eu não faria isso com um filho meu, jogar o menino em uma emboscada dessa. Falei: ‘Você vai tocar porque você sabe’. Quando eu falei isso, ele ficou mais engajado”. Ivete disse que não se importa em deixar o menino tocar com sua banda, pois o considera de fato bom e percebe que, mesmo com os holofotes, ele continua agindo como uma criança de 12 anos.