Kevin Spacey é condenado a pagar R$ 160 milhões à produtora de ‘House of Cards’ por má conduta sexual

Compartilhe

636979400004933757

O ator Kevin Spacey foi condenado por um juiz do Tribunal Superior de Los Angeles a pagar US$ 31 milhões (R$ 161 milhões, na cotação atual) ao produtor da série ‘House of Cards‘ por sua má conduta sexual nos bastidores. Spacey fez muito sucesso como o personagem Frank Underwood na produção da Netflix, mas foi cortado depois que alegações de abuso sexual – incluindo o caso de uma assistente de produção – vieram à tona em 2017. A MCR, produtora da série, começou uma investigação própria na época e decidiu rescindir o contrato com o ator. Segundo o juiz Mel Red Recana, a conduta de Spacey foi “uma violação material de seus acordos de atuação e produção executiva”. Essa é a segunda decisão judicial sobre o assunto. Na primeira, do juiz Bruce Friedman, em outubro de 2020, o valor girava em torno de R$ 29,5 milhões em danos e US$ 1,4 milhão em honorários advocatícios e custos. A decisão desta quinta-feira ainda não está ‘fechada’.

HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.