Las Vegas: seca em lago revela ossos que podem ser de vítimas da máfia

Compartilhe

Uma seca histórica no Lago Mead, em Las Vegas, nos Estados Unidos, revelou ossadas humanas que podem ser de vítimas de execuções da máfia. O reservatório baixou mais de 50 metros desde 1983 e está com 30% de sua capacidade original.

A 30 minutos de carro do local, que faz parte do Rio Colorado, está a avenida Las Vegas Strip, que foi fundada pelo crime organizado.

Recentemente, velejadores flagraram na área seca do lago uma ossada dentro de um barril enferrujado. Ainda não foi descoberta a identidade do cadáver, mas a morte é investigada como homicídio. Segundo a polícia, seria de um homem baleado entre as décadas 1970 e início de 1980.


0

Também foram encontrados ossos em uma faixa de areia. No entanto, não foram identificados sinais de violência em um primeiro momento, portanto uma investigação ainda não foi aberta.

Máfia

“Não há como saber o que vamos encontrar no Lago Mead”, afirmou Oscar Goodman, ex-prefeito de Las Vegas, à AP. “Não é um lugar ruim para se desovar um corpo”, complementou.

Além de ter sido gestor da cidade por três mandatos, Goodman foi advogado de grandes nomes da máfia, como Tony Formiga. Questionado sobre a identidade das ossadas ele ainda brincou.

“Tenho praticamente certeza de que não foi Jimmy Hoffa”, disse mencionando o famoso sindicalista que que desapareceu em 1975.

O homem que defendia os mafiosos na Justiça contou que seus ex-clientes preocupavam-se com “controle climático”, ou seja, a manutenção do nível do lago para manter os corpos submersos.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Las Vegas: seca em lago revela ossos que podem ser de vítimas da máfia apareceu primeiro em Metrópoles.

HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.