O amor está no mar: casais praticam canoagem na Baía no Dia dos Namorados

Compartilhe

Ainda na véspera do Dia dos Namorados, Diogo Costa, 26 anos, avisou a namorada, Vitória Magalhães, 25, que o casal faria uma programação diferente neste domingo (12). Nada de ir almoçar em restaurantes lotados ou assistir filme no cinema. O rapaz surpreendeu a companheira com uma remada ao pôr do sol, que teve saída na Praia da Preguiça, na Avenida Contorno. 

Apesar de nunca terem praticado o esporte, Vitória e Diogo foram com outros cinco casais curtir a experiência de contemplar a paisagem exuberante da Baía de Todos-os-Santos de um jeito diferente. Durante a atividade, que durou cerca de uma hora, os apaixonados fizeram uma parada na Praia do Museu de Arte Moderna (MAM). Lá, puderam tomar banho de mar e aproveitar o clima de romance ao som de Jorge Vercillo, que se apresentava no museu. 

“Os restaurantes são sempre para onde o pessoal vai no Dia dos Namorados, então ficam todos cheios e sem reserva. Por isso, decidimos fugir dessa coisa padrão e fazer algo diferente”, conta Diogo. O servidor público já tinha ouvido a companheira comentar sobre o passeio e resolver fazer a surpresa. Ela, é claro, adorou.

diogo e vitoria casal passeio canoagem dia dos namorados foto arisson marinho correio

Diogo Costa fez surpresa para a namorada, Vitória Magalhães, que aprovou a iniciativa (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Esse foi o primeiro Dia dos Namorados que o casal passou juntos. “Já tinha falado com ele antes e como é uma data especial, ele teve essa ideia”, comenta Vitória, que não fazia ideia da surpresa. 

A iniciativa de organizar a Remada dos Namorados partiu do clube de remo Kaiaulu Va’a e a ideia era justamente proporcionar uma experiência diferenciada para os pombinhos soteropolitanos nesta data especial.

“Queríamos promover uma experiência diferente para os casais, para que eles pudessem sair do clichê com uma prática ao ar livre em contato com a natureza”, afirma Lorena Lago, sócia do clube e que acompanhou a atividade. Foi a primeira experiência remando de todos os seis casais que participaram. 

Regiane Saldanha, 31, e Wenderson Araújo, 29, formam outro casal que participou da canoagem polinésia. No caso deles, a responsável pela surpresa foi Regiane. Apesar de nunca ter remado, a operadora de caixa gosta de participar de esportes de aventura, como trilhas e escalada. Ela já acompanhava o clube nas redes sociais e fez a reserva do passeio sem o companheiro saber dos planos. 

“A gente só pegou o carro e ela não me disse para onde iríamos e quando ela chegou aqui e ela me falou dessa novidade. Nós dois somos parecidos, gostamos de natureza e esportes. Então foi muito legal, vamos curtir”, disse Wenderson enquanto o casal esperava para ir ao mar. Antes de partirem, o instrutor Roberto Barreto ensinou o básico de como funciona o esporte.

Fugir da rotina também foi o objetivo de Alex Pereira, 35, e Mel Queiroz, 27, com o rolé diferentão. O casal chegou por volta de 16h na Praia da Preguiça e estava ansioso para remar pela primeira vez. “Queríamos algo diferente, que nenhum dos dois nunca tinha feito antes. Estamos bem animados e na expectativa de ser maravilhoso”, disse Mel. 

Uma das instrutoras responsáveis por acompanhar o grupo foi Paloma de Jesus Sapucaia, cinco vezes campeã baiana de canoagem. Moradora da Gamboa, Paloma entrou no projeto Remada sem Fronteiras aos 12 anos de idade, quando começou a se encantar pelo esporte. A iniciativa do clube de canoagem traz moradores da comunidade da Ladeira da Preguiça e da Gamboa para praticarem a atividade. 

Hoje, cerca de 30 moradores fazem as aulas do clube sem terem que arcar com a mensalidade. “O projeto só traz futuro, eu me tornei o que sou hoje por conta dele. Comecei pequena e fui ficando, hoje sou atleta e participo de competições de alto nível”, afirma a esportista e instrutora. 

Mesmo para quem não tem experiência com remo, os passeios com a canoa polinésia são seguros e os alunos são acompanhados pelos professores. Para quem deseja fazer a atividade para contemplar o pôr do sol, basta entrar em contato com o clube Kiaulu pelas redes sociais (@kaiaulu.vaa). “É bem seguro, nós damos aulas e passamos técnicas para os alunos saírem confiantes na hora de remar e sempre com professor”, explica Paloma.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.