O cálculo político de Alvaro Dias para decidir se disputa o Planalto

Compartilhe

“Convidado” por integrantes do Podemos a disputar o Palácio do Planalto novamente este ano, o senador Alvaro Dias (PR) prometeu tomar uma decisão até a noite da próxima quinta-feira (4/8), para anunciá-la no dia seguinte, quando acaba o prazo para definição das chapas.

Segundo aliados, o principal critério de Alvaro para tomar a decisão será o tamanho do palanque que conseguirá reunir até quinta para disputar reeleição ao Senado, sua prioridade hoje. Caso não consiga apoio relevante de outros partidos, a tendência é topar concorrer à Presidência da República.

Atualmente, a disputa ao Senado no Paraná está bastante engarrafada no campo político da centro-direita, onde Alvaro transita. Além dele, se apresentam como candidatos a senador desse campo o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) e o deputado federal Paulo Martins (PL).

Pesquisa TV Record/RealTime Big Data divulgada em 21 de julho mostrou Moro numericamente à frente de Alvaro na disputa. No levantamento, o ex-juiz aparece com 31% das intenções de voto ante 26% do senador, em cenário estimulado. Em terceiro está Dr. Rosinha (PT), com 7%, seguido de Paulo Martins, com 5%.

Na manhã desta segunda-feira (1º/8), aliados de Alvaro ouvidos pela coluna diziam ser de 20% as chances de ele atender ao pedido do Podemos e concorrer ao Planalto. Ele ponderam, contudo, que essa semana será decisiva e tudo pode mudar até a noite de quinta.

O post O cálculo político de Alvaro Dias para decidir se disputa o Planalto apareceu primeiro em Metrópoles.