OIT: Brasil, Argentina, Chile e Colômbia sofreram desindustrialização

Compartilhe

A produtividade do trabalho na América Latina e Caribe diminuiu nas últimas quatro décadas, em comparação com o resto do mundo, inclusive em relação à média anual de outras regiões emergentes em desenvolvimento.ebc.png62b366dde97e6ebc.gif62b366df20068

Esse é um dos destaques apresentados no relatório divulgado nesta quarta-feira (22) pela OIT, a Organização Internacional do Trabalho para América Latina e Caribe. O relatório que examina as brechas de produtividade e desafios para geração de empregos ressaltou a necessidade de compreender os fatores que contribuem para o aumento da produtividade e estimular o diálogo necessário. 

Segundo Cláudio Maggi, executivo e consultor da OIT, países como Argentina, Brasil, Chile e Colômbia passaram por processos de desindustrialização prematura em comparação com outras economias nos últimos anos. Além disso, há pouca diversificação das matrizes produtivas para atividades tecnológicas mais complexas, o que agrava a baixa integração das cadeias de suprimentos.

De acordo com o ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, que participou do lançamento, o Brasil vem passando por um processo de flexibilização e desburocratização digital. Segundo o ministro, ainda há uma parte da sociedade que pode participar da inclusão digital.

O relatório também destaca que a adoção de tecnologias digitais trouxe impactos positivos principalmente para os setores de serviços tradicionais (como comércio, serviços financeiros e transporte). Os processos de digitalização abriram oportunidades no setor de serviços, por meio de plataformas de e-commerce, fintechs e atendimentos online.

De acordo com o estudo, a América Latina também tem uma mão-de-obra relativamente qualificada no “setor de conhecimento”, que engloba empresas exportadoras de softwares e serviços.  Apesar disso, a região perdeu participação relativa nas exportações globais, de 12% para 8% entre 2005 e 2019.

Já nos setores da agricultura e na indústria de transformação, houve baixa adoção de novas tecnologias, mesmo em países como Brasil, Argentina e Uruguai.

 

Economia São Luís (MA) 22/06/2022 – 15:53 Paula de Castro Ribeiro / Guilherme Strozi Gabriel Correa – Repórter da Rádio Nacional OIT trabalho desindustrialização indústria economia América Latina quarta-feira, 22 Junho, 2022 – 15:53 147:00

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.