PF encontra “material orgânico” humano em rio no Amazonas

Compartilhe

A Polícia Federal (PF) informou, no fim da tarde desta sexta-feira (10/6), que foi encontrado “material orgânico aparentemente humano”, próximo ao porto de Atalaia Norte, na comunidade ribeirinha do Amazonas. A localidade era o destino final para onde o indigenista Bruno Araújo e o jornalista Dom Philips iriam quando desapareceram, no último domingo (5/6).



Na quinta-feira (9/6), agentes envolvidos na operação de buscas recolheram vestígios de sangue na embarcação do suspeito Amarildo Oliveira, conhecido na região como Pelado. 

A pista encontrada hoje foi encaminhada para o mesmo local de perícia, no Instituto Nacional de Criminalística da PF, em Manaus. A área será responsável por comparar os dois vestígios e identificar se são compatíveis.

A PF informa, ainda, que foram recolhidas, junto aos familiares, amostras genéticas de Bruno e Dom. O material servirá também para cruzamento de informações com as pistas encontradas pelos policiais.

Mais cedo, equipes voluntárias nas buscas, que são integrantes da vigilância de território da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) encontraram sinais de escavação às margens do Rio Itaquaí, que fica na comunidade de Cachoeira.


Enquanto isso, Amarildo está preso temporariamente na delegacia de Atalaia do Norte. A prisão foi decretada ontem e tem a duração de 30 dias corridos. O processo corre em segredo de Justiça.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.