Array

PRF identifica três veículos clonados circulando na BR 367 em Porto Seguro

Compartilhe

No combate às fraudes veiculares, policiais rodoviários federais em ação conjunta com policiais militares da RONDESP recuperaram dois veículos nesta sexta-feira (03) durante fiscalização na BR 367, no município de Porto Seguro (BA).

A primeira ocorrência foi registrada por volta das 09h50, na altura do quilômetro 35, quando os policiais deram ordem de parada a uma caminhonete FIAT/Palio, conduzido por um homem de 33 anos.

Durante a vistoria no veículo, foram encontradas indícios de adulterações nos caracteres do carro (motor, vidros e etiquetas). Com técnicas de análise criminal em fraudes veiculares, os PRFs perceberam elementos que indicavam outro veículo, da mesma marca e modelo, porém com placas diferentes. Essa modalidade é utilizada para tentar ‘burlar’ fiscalizações da polícia.

A polícia também analisou um Boletim de Ocorrência, registrado pelo proprietário do Pálio verdadeiro, que teve os dados clonados e estava sendo utilizado no automóvel que possuía ‘queixa’ de crime. Ele informou que estava recebendo multas em lugares que nunca trafegou e também pontos na carteira sem ter cometido infração de trânsito.

Após consulta ao sistema de dados, os agentes federais constataram se tratar na realidade de um veículo furtado em novembro/2020, na cidade mineira de Contagem.

Em seguida, em uma verificação minuciosa do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), as equipes identificaram indícios de falsificação e com sinais claros de adulterações nos caracteres de impressão.

Questionado, o motorista disse ainda que o Pálio foi adquirido há cerca de 4 meses por 16.000 reais na cidade de Porto Seguro.

Ele foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia pelo crime do art. 180 (receptação) e mais o art. 304 (uso documento falso), ambos do Código Penal.

Já por volta 12h35, os policiais abordaram um Ford/KA, com 02 ocupantes. A ação aconteceu no Km 23 da rodovia.

O motorista apresentou uma CNH vencida e em um primeiro momento verificaram também que o para-brisa estava trincado, configurando infrações de trânsito.

Foi feita uma vistoria minuciosa no automóvel e com técnicas de identificação veicular, os policiais constataram se tratar na realidade de um carro roubado, conforme uma ‘queixa’ de crime registrada em janeiro/2021, na cidade de Teixeira de Freitas (BA).

Aos policiais, o condutor informou que pagou pelo carro 35.000 reais. Disse ainda que parte do pagamento foi feita com a entrega de queijos e outra parte foi parcelada. A ocorrência foi apresentada a autoridade de plantão da Polícia Civil, em Porto Seguro (BA).

Desta forma, foi possível evitar que estes veículos voltassem a circular ilegalmente, já que com a ‘expertise’ dos policiais tiveram as identidades originais reveladas e origens ilícitas expostas.

HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.