Jornal IN | Itamaraju NOTÍCIAS - IN 24 horas - Jornal eletrônico com notícias de ITAMARAJU e região
Itamaraju (BA)
  • WhatsApp (73) 99958-1514

Saiba quem é a responsável pela justiça não considerar mais a pós-graduação como habilitação profissional

Bem estar
Publicado em 8 de jan de 2022 e atualizado às 18:06

A fundadora da ESEC, Daniela López, e o neurocientista, Dr. Fabiano de Abreu, comentam a importância da decisão dentro da estética e da cosmetologia e, também, da neurociência

No Brasil, profissionais podem acabar se envolvendo em áreas nas quais não têm conhecimento adequado, já que para realizar uma pós-graduação, não necessariamente deve-se haver conhecimento prévio no curso escolhido. Isso traz riscos aos profissionais e aos consumidores. “As próprias diretrizes do Ministério da Educação não aceitam isso”, afirma a fundadora da Escola Superior de Estética e Cosmetologia (ESEC), Daniela López.

De acordo com ela, o setor de estética e cosmetologia é um dos mais afetados, pois profissionais de outros ramos da saúde acabam invadindo as áreas de atuação dos esteticistas, prejudicando o mercado e o trabalho destes profissionais. “Profissões devem ser seguidas com bases em cursos técnicos ou com cursos de graduação. Eu tenho uma graduação em estética e cosmetologia, se eu fizer uma pós em Direito Penal, eu devo poder exercer? Não”, exemplifica a cosmetóloga.

Para o Dr. Fabiano de Abreu, neurocientista, PhD e biólogo, o problema também pode ser percebido na neurociência, já que, no Brasil, pessoas de áreas distintas estão se denominando neurocientistas. “Em qualquer país do mundo só é neurocientista quem tem base para neurociência, como médico, biólogo, psicólogo. No Brasil estão fazendo pós-graduação em neurociência pessoas com graduações não equivalentes”, detalha.

A Escola Superior de Estética e Cosmetologia (ESEC) foi fundada por Daniela López para mitigar o déficit educacional existente no Brasil no setor. “Abri uma faculdade com um desejo de justiça e uma vontade exacerbada em mudar vidas e transformar a carreira profissional de um esteticista”, explica. Por isso, a decisão da justiça de não reconhecer a pós-graduação como habilitação profissional representa um importante passo na defesa dos direitos dos esteticistas e cosmetólogos do Brasil. “É uma zona com os cursos de pós-graduação em Estética e Cosmetologia. As pessoas fazem esses cursos, abrem uma clínica e aplicam produtos nas pessoas. Isso é muito sério e tem que acabar”, opina.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.