‘Se não tiver subsídio, em 1° de julho a passagem vai para R$ 4,90’, diz Bruno Reis

Compartilhe

O passageiro soteropolitano ainda corre o risco de pagar uma tarifa de ônibus mais cara ainda este ano. Segundo o prefeito Bruno Reis, sem o subsídio federal, a partir de 1º de junho a tarifa vai para R$ 4,90.

“Na semana passada, tivemos uma reunião com o relator do projeto na Câmara, que estava concluindo o relatório para sair da comissão e ir ao plenário. Precisa aprovar o subsídio até para evitar o reajuste previsto pra 1º de junho. Precisamos vencer essa etapa na Câmara para que a gente possa sensibilizar o presidente para ter a sanção presidencial”, disse o prefeito, nesta terça-feira (3).

O prefeito falou ainda que a situação econômica das empresas é delicada e isso impacta também no serviço ofertado aos cidadãos. 

“A situação das empresas já era uma situação grave porque diante do aparecimento de outros modais, diminuiu muito a receita. De um lado, caiu a receita e, do outro, os insumos aumentaram muito. É um sistema falido e nós prefeitos não temos como pagar mais essa conta. O que botamos em 2020 no transporte é além da capacidade. Hoje, infelizmente, a população paga caro por um sistema de transporte péssimo”, disse o prefeito.

Bruno voltou a cobrar apoio do governo do estado para amenizar os impactos econômicos no sistema. 

“O estado da Bahia é o único que não dá desconto do ICMS do transporte público. Vamos deixar as questões políticas de lado e tratar o assunto com a seriedade que precisa, ou Salvador também vai ter colapso. A prefeitura não tem mais o que fazer. Já demos isenção de taxas, abrimos mão da outorga e ainda estamos colocando recursos de subsídio. Aí ou vai haver uma participação do governo do estado, ou não vai como resolver”, concluiu.

HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.