Última leva: movimento intenso na saída de Salvador na véspera de São João

Compartilhe

A movimentação foi intensa no terminal rodoviário, no ferry-boat, na BR-324 e na Estrada do Coco na manhã desta quinta-feira (23), véspera de São João. Muita gente deixou Salvador logo cedo rumo às celebrações no interior do estado. Em alguns momentos houve congestionamento, longas filas, lotação, mas nada que estragasse o clima dos amantes do forró. 

“A gente tentou comprar passagens para 5h, mas não tinha. Depois, tentamos para às 8h, e não havia também. Só conseguimos às 11h. Deixamos para a véspera porque trabalhamos o dia todo. Mas tudo isso vale muito a pena. Foram quase três anos sem São João, então as pessoas estão muito ansiosas para a festa”, disse empolgada a auxiliar de classe, Daiane Bonfim, 20 anos, que estava de bagagem pronta na Rodoviária, junto com os irmãos, para curtir a festa em Maragogipe. 

Ao celular, a estudante de Farmácia, Luana Borges, 23, tinha acabado de avisar aos parentes que conseguiu comprar a passagem para Iaçu. “Foi uma dificuldade. Tentava desde cedo, mas só consegui para o ônibus de 11h30. Estou contando as horas para embarcar. Por mim, já teria ido já há um tempinho, mas tive aula na faculdade até às 21h de ontem”, disse. 

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) informou que o movimento segue intenso, mas reduzido em relação a ontem, com a estimativa de mais de 20 mil embarques. O órgão disse que a expectativa é de que 170 mil pessoas passem pelo local entre os dias 18 e 24 de junho. Para isso, foram disponibilizados mil horários extras, além dos 540 horários regulares operados diariamente. 

A autônoma Luciana Figueiredo Baraúna, 47, esperava o momento do embarque para Santo Amaro. “Como sou autônoma, trabalhei em casa até mais tarde e só deu para vir hoje mesmo, mas tá valendo. O importante e chegar lá e encontrar a família”, disse ela.

Os destinos mais procurados na rodoviária são Cachoeira, Castro Alves, Conceição do Almeida, Cruz das Almas, Muritiba, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, São Felipe e São Félix, todos no Recôncavo. Além de cidades como Senhor do Bonfim, Itaberaba, Bom Jesus da Lapa, Eunápolis, Alagoinhas, Ibicuí, Jequié, Riachão do Jacuípe, Irecê, Barra e São Desidério.

Ferry
Quem preferiu ir de ferry, não teve muita dificuldade. Sete embarcações saiam de meia em meia e, por isso, a fila de pedestre praticamente não existiu. Já quem foi de carro, pegou um leve congestionamento. “Cheguei aqui às 10h e estou até surpreso porque a fila está andando rápido”, declarou o administrador de empresas Cláudio da Conceição, 34. Ele estava a caminho de Nazaré das Farinhas. 

A fila de carro não ultrapassava o início da Feira de São Joaquim. “De manhã essa fila estava batendo na Rua Barão de Cotegipe. Isso umas 6h, 7h. Depois das 9h, tudo voltou a ser tranquilo. O fluxo tende a diminuir com o cair da tarde”, relatou um agente da Transalvador. 

O contador Cléber Nonato, 45, chegou na fila 11h. “Prefiro esperar meia hora para embarcar, levar uns 45 minutos na travessia e depois seguir viagem a enfrentar a BR-324. Logo já cedo havia trânsito lento”, contou ele, que estava a caminho de Santo Antônio de Jesus. 

BR-324
E Cléber estava certo. Na BR-324, sentido Feira de Santana, por volta das 9h, um congestionamento já atingia a Jaqueira do Carneiro. Segundo a Concessionária Via Bahia, 300 mil veículos devem cruzar pela rodovia neste período de São João. E o tráfego deve se intensificar nesta tarde até às 18, horário de pico.

Já no Litoral Norte, o movimento de veículos também foi intenso. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.