Vestibular da Uneb registra 16% de abstenção em primeiro dia de provas

Compartilhe

A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) aplica nessa segunda-feira (1) mais um dia de provas do seu vestibular. No último domingo (31), primeiro dia da seleção, 10.258 candidatos compareceram. O índice de abstenção registrado foi de 16%. A aplicação dos exames marca o retorno da realização do processo seletivo da universidade, após um período de dois anos de interrupção, por conta das imposições da pandemia. Nesta edição do vestibular, a Uneb oferece 3.401 vagas para cursos de graduação na modalidade presencial (2.291) e na modalidade a distância (EaD), oferecidos pela instituição (650) e pelo Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), ministrados pela UNEB (460).

No Vestibular Uneb 2022.2, as graduações mais concorridas em Salvador foram Medicina (459 candidatos/vaga), Direito (27 candidatos/vaga) e Psicologia (20 candidatos/vaga). Já no interior, houve a maior procura para o curso de Direito, em Juazeiro (9 candidatos/vaga), em Itaberaba (8 candidatos/vaga), e em Brumado (4 candidatos/vaga).

Hoje estão sendo aplicadas as provas de matemática e ciências da natureza (física, química e biologia), com duração máxima de 4h, conforme estabelece o edital de convocação. Já no primeiro dia da seleção foram aplicados os exames de língua portuguesa (incluindo literatura), língua estrangeira (inglês, espanhol ou francês) e ciências humanas (história, geografia e atualidades), além da redação. Os participantes foram convidados a produzirem uma dissertação argumentativa. Foi necessário escolher entre dois temas disponíveis: “Obstáculos para redução dos gases do efeito estufa no Brasil” e “Aumento do uso do cigarro eletrônico entre os jovens”.

Uma das presentes foi a jovem Isadora Mineiro, que já esperava desde cedo a abertura dos portões do Colégio Estadual Senhor do Bonfim, no bairro dos Barris, em Salvador. Ela está concorrendo à vaga no curso de Medicina, como primeira opção, e chega após um período difícil de preparação, sobretudo, pelos impactos da pandemia na rotina de estudos.

“O importante é se concentrar e se esforçar o máximo para conquistar o seu futuro”, disse Isadora. A candidata informou ainda que acabou perdendo a concentração nas aulas a distância por diversos fatores, entre eles o cansaço. “Mas o importante é você se concentrar e se esforçar o máximo para conquistar o seu futuro. Estou supertranquila para fazer a prova”, explicou a participante, que já foi aprovada em outros dois vestibulares neste ano.

Os candidatos tiveram 4h30 para concluir as provas e só puderam deixar os locais após, no mínimo, 2h de exame. Aproximadamente 1.200 profissionais estão trabalhando para garantir a realização do certame. O estudante Mateus Trabuco, quqe também concorre a uma vaga no curso de medicina disse que achou os temas da redação bem pertinentes para o momento atual. “Achei a prova bem tranquila nos conteúdos de história e literatura, áreas que tenho facilidade de aprendizado. Os temas da redação achei bem pertinentes para o momento atual”, opinou o vestibulando .

Para a candidata Tainá Avilã, a prova e a redação foram bem tranquilas: “nada fora do comum do que constava no Manual do Candidato do Vestibular e do que é ensinado no ensino médio da Bahia”, contou a concorrente.   As provas estão sendo aplicadas em 19 escolas estaduais da capital baiana e 24 unidades escolares do interior, sendo a maioria dos exames aplicados nas próprias unidades da UNEB.

A reitora da UNEB, Adriana Marmori, a vice-reitora, Dayse Lago, e a gerente de Seleção Discente (Gesedi) da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Prograd), Maria da Conceição Ferreira, visitaram os Colégios Estaduais Eduardo Bahiana (Cajazeiras) e Senhor do Bonfim (Barris). As gestoras estiveram presentes para acompanhar o trabalho dos profissionais envolvidos na aplicação dos exames.

“Foi um grande desafio em seis meses conseguirmos organizar o processo do Vestibular da UNEB. Por ser uma universidade multicampi, a dimensão de estrutura é enorme. A certeza é que teremos um semestre que se inicia em meados de agosto, com estudantes de diferentes cursos de graduação da nossa universidade, tanto os cursos presenciais, como na modalidade a distância”, destacou a reitora.

Ainda de acordo com a gestora, a universidade já desenvolve o planejamento de novo processo seletivo próprio para o final deste ano, com previsão de ingresso no primeiro semestre de 2023. Para a vice-reitora, Dayse Lago, o vestibular é uma importante forma de inclusão da UNEB, universidade pública que defende o acesso de todos e todas à Educação Superior. “Considerando o momento pandêmico, avaliamos de forma positiva o processo seletivo. Tivemos procura pela inscrição e trabalhos de formação com os candidatos, através do Programa UPT (Universidade Para Todos). Esta realização do vestibular é um momento de vitória”, frisou a gestora. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo. Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.