Vitória empata com o ABC no Barradão e perde chance de entrar no G8

Compartilhe

Diante de mais de 26 mil torcedores, o Vitória tropeçou mais uma vez na Série C do Brasileiro. Na tarde deste domingo (31), o Leão empatou com o ABC em 2×2, no Barradão. O resultado anotado na antepenúltima rodada da fase classificatória do torneio nacional manteve a equipe baiana fora do G8, grupo de times que avançam à etapa decisiva da competição. O rubro-negro é o 10º colocado, com 23 pontos, dois a menos que a Aparecidense, que ocupa o 8º lugar, com 25.

Mesmo desfalcado do artilheiro Rafinha, machucado, o Vitória conseguiu ficar na frente no placar duas vezes. Santiago Tréllez chamou a responsabilidade e assinou os dois gols, um de cabeça e outro em cobrança de pênalti, anotado pela arbitragem em lance polêmico após choque de Alan Pedro com o goleiro Pedro Paulo. O prata da casa foi o escolhido para a vaga no ataque. O ABC igualou o marcador com Fábio Lima e Erick Varão. O primeiro tento da equipe potiguar também gerou dúvida. 

Apesar de ter alcançado seis jogos de invencibilidade, todos sob o comando do técnico João Burse, o Vitória ainda não conseguiu entrar no grupo seleto nenhuma vez sequer. Restam os duelos contra o líder Mirassol e o lanterna Brasil de Pelotas para atingir o objetivo. O confronto com a equipe paulista será no próximo domingo (7), às 19h, no estádio Maião, na cidade de Mirassol, em São Paulo. O jogo diante do adversário gaúcho acontecerá em 13 de agosto, às 17h, no Barradão. 

Tréllez neles

O torcedor do Vitória não precisou esperar muito para festejar. Após cinco minutos de bola rolando, Guilherme Lazaroni fez bom cruzamento da esquerda e encontrou Santiago Tréllez na área. Livre de marcação, o colombiano nem precisou subir muito para testar e estufar a rede: 1×0. Dancinha, euforia em campo e na arquibancada do Barradão. 

Os rubro-negros ainda comemoravam quando o ABC igualou o marcador, aos 10 minutos. Erick Varão deu belo passe em profundidade para Fábio Lima, que invadiu a área e venceu Dalton: 1×1. A posição do meia da equipe de Natal, no entanto, gerou dúvida quanto a um possível impedimento. A Série C só fará uso do árbitro de vídeo (VAR) na segunda fase.

Após sofrer o empate, o Vitória seguiu buscando a meta adversária. De fora da área, Dionísio mandou por cima do travessão. Em cobrança de falta, Eduardo também chutou para fora. Na sequência, o ABC teve chance de ficar à frente no marcador. Wesley cabeceou bem e o goleiro Dalton salvou. 

O segundo gol do Leão teve novamente a assinatura de Santiago Tréllez. Alan Pedro invadiu a área e se chocou com o goleiro Pedro Paulo. A arbitragem marcou pênalti sob forte protesto dos jogadores do time potiguar. O colombiano pegou a redonda, cobrou bem e colocou o Vitória na frente outra vez, aos 35 minutos: 2×1.

“Feliz pelo jogo que estamos fazendo e pelos dois gols. Estava faltando isso para mim. Para o atacante, o gol é tudo. Agora que os gols estão vindo, estou muito feliz, mas ainda faltam 45 minutos e vamos tentar tudo para ganhar”, afirmou Santiago Tréllez, no intervalo. Agora ele tem três gols na Série C. 

Golaço adversário

Apesar da vibração de Tréllez, o ABC é que foi pra cima no começo do segundo tempo. A equipe potiguar pressionou e conseguiu o empate. Aos 10 minutos, Erick Varão arriscou de fora da área e marcou um golaço. Ele encheu o pé e surpreendeu o goleiro Dalton: 2×2. Antes, Wallyson já tinha acertado a trave. Depois, Ícaro chutou de primeiro por cima da meta. 

Nos minutos finais, o Vitória teve três oportunidades para vencer o jogo. Aos 39, Alan Santos, de cabeça, fez a bola passar bem perto da trave. Depois, Zé Vitor testou com perigo e viu Pedro Paulo evitar que a redonda beijasse a rede. Por fim, o goleiro do ABC salvou mais uma cabeçada rubro-negra, dessa vez de Dinei.  

FICHA TÉCNICA 

Vitória 2×2 ABC – 17ª rodada da Série C do Brasileiro

Vitória: Dalton, Alemão, Alan Santos, Marco Antônio e Lazaroni; Léo Gomes (Zé Vitor), Dionisio e Eduardo (Gabriel Honório); Alan Pedro (Thiaguinho), Tréllez (Dinei) e Luidy (Alisson Santos). Técnico: João Burse.

ABC: Pedro Paulo, Marcos Vinícius, Ícaro, Richardson e Felipinho; Wellington Reis (Walfrido), Erick Varão (Guilherme Nunes) e Fábio Lima (Gustavo França); Matheus Rocha, Wesley Pionteck (Wallyson) e Henan (Geovani) Técnico: Fernando Marchiori.

Estádio: Barradão
Gols: Tréllez, aos 5 e aos 34, e Fábio Lima, aos 10 minutos do 1º Tempo; Erick Varão, aos 10 minutos do 2º Tempo
Cartão amarelo: Eduardo, Dionísio e Alan Santos;  Marcos Vinícius, Wellington Reis, Erick Varão e Wallyson
Público: 26.432 pagantes
Renda: R$ 472.430,50
Arbitragem: Paulo Henrique Schleich Vollkopf, auxiliado por Cicero Alessandro de Souza e Diego dos Santos Ruberdo (Trio de MS).

HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.