Vitória x Figueirense será um ‘divisor de águas’ na Série C da equipe

Compartilhe

O Vitória recebe o Figueirense no Barradão neste sábado, às 19h, e tem pela frente um jogo que pode ditar o caminho do rubro-negro até o fim da Série C. Com os mesmos 12 pontos do Campinense, que abre a zona do rebaixamento, o Leão precisa, mais uma vez, vencer para continuar com chances de mirar o G8 da competição, ainda que a missão seja cada vez mais complicada.

Como definiu o lateral Alemão, em entrevista realizada ao longo da semana, o confronto é um “divisor de águas na temporada”. “Nós temos consciência que é o jogo da vida, porque um tropeço aqui em casa e a gente vai brigar até o fim para não cair”, analisou o jogador.

A sete rodadas do fim da primeira fase, o Leão está a seis pontos do 8º colocado. Estima-se que serão necessários 28 pontos para classificar, o que significa que o rubro-negro precisa de mais 16 entre 21 possíveis.

Para enfrentar os catarinenses, o técnico João Burse conta com Dionísio, suspenso pelo terceiro amarelo no empate com o Altos, e terá à disposição o meia recém-contratado Gabriel Honório. O jogador de 25 anos estava no Londrina e já foi incluído no BID da CBF.

Sobre a chegada do atleta, Burse elogiou a qualidade do passe. “Ele não trabalhou comigo, mas me enfrentou no Campeonato Paranaense. É um meia construtor, de ligação, que tem um bom passe e competitivo”, destacou.

João Burse terá pela frente uma sequência de três jogos contra equipes que estão no G8. Após do Figueirense, o Vitória visita o São José e recebe o Paysandu. O treinador ressaltou que daqui até o fim da competição todos os jogos devem ser encarados como uma final. 

Essa também será mais uma chance do elenco rubro-negro retribuir ao torcedor o apoio que vem recebendo nos jogos em casa. O técnico do Leão relembrou os bons momentos que viveu ao lado da torcida em sua passagem anterior e reconheceu que o time precisa dar uma resposta o mais rápido possível.

“A torcida do Vitória está sempre presente com a gente. Eu sou um cara que viveu muitos anos aqui e sei da força da nossa torcida. Mas da mesma forma, a torcida quer uma resposta por parte dos atletas, de nós da comissão técnica, de todos nós que estamos envolvidos aqui. Eu espero fazer um grande jogo já com as minhas ideias, com situações que já passei para eles para que a gente possa ter uma vitória em casa”, comentou.

Atualmente o Leão tem a quarta pior campanha como mandante na Série C. Em seis jogos no Barradão, ganhou dois e perdeu quatro. O adversário, apesar de estar invicto fora de casa e ter a quarta melhor campanha como visitante, só venceu um jogo e empatou os outros cinco, inclusive contra equipes da parte de baixo, como o lanterna Atlético-CE e o Floresta.

Semana produtiva
Em sua estreia, sábado passado, Burse mexeu bastante no meio-campo e no ataque durante a partida. Apesar de não ter dado pistas do time titular, o técnico afirmou que a semana de preparação foi produtiva, que ficou feliz com os resultados e espera colocar em prática quando a bola rolar à vera no Barradão.

“É a segunda semana de trabalho, então tudo que nós treinadores queremos é a semana cheia para que a gente possa colocar em prática o que acreditamos de futebol, para dar confiança aos atletas. Estou muito feliz com a semana que fizemos. Os atletas se dedicaram muito, podemos ter certeza que nesse jogo vocês vão conseguir ver muito do que eu já coloquei para eles em termos de posse de bola, em termos de ficar com a bola e de posicionamento. Espero que tudo possa ser transferido já nesse jogo”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo. Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.