Você deixa tudo para depois? Veja 7 dicas para se livrar desse hábito no trabalho

Compartilhe

Procrastinar as tarefas, especialmente as mais difíceis e chatas, é normal, mas o hábito pode impactar na saúde mental

Transferir para outro dia, deixar para depois, adiar, delongar, postergar, protrair. Os sinônimos são muitos, mas o resultado é quase sempre igual: baixa performance, acúmulo de tarefas, perda de prazos e projetos não finalizados. A procrastinação é um problema para empresas e carreiras.

O fundador e presidente da Instituição EVOs – Educação, Valores e Orientações, o professor Tadeu Ferreet explica que a procrastinação é natural e normal na vida do ser humano.

“Porém, quando passamos a acumular atividades e entregas ou adiar por muito tempo, a procrastinação pode ser um problema emocional. Esses acúmulos e atrasos gerarão ansiedade, insônia, irritabilidade, sensação de culpa e perda da produtividade”, orienta, reforçando que todos esses sintomas podem impedir a tranquilidade do dia a dia e prejudicar a saúde mental do indivíduo.  

Tadeu Fereet 1
Tadeu Ferreet lembra que a procrastinação é algo natural no ser humano, mas deve ser cuidada quando interfere na qualidade de vida (Foto: Divulgação) 

De acordo com a psicóloga clínica Carmen Rezende reforça que existe muita confusão entre procrastinação com preguiça, mas que são coisas diferentes. “Na prática, o procrastinar é ficar demorando e empurrando compromissos e decisões para mais tarde como um padrão de comportamento recorrente, podendo levar a sérias perdas, que impactam as suas áreas familiares, pessoal, acadêmico, profissional e financeiro”, explica. 

Falta de foco

Para ela, os sinais mais recorrentes desse quando aparecem quando a pessoa sofre com a falta de foco na execução das prioridades / tarefas; vive situações repetidas em que se pensa demais, mas acaba por não fazer nada e assim acaba em procrastinação novamente. “A pessoa deixa tudo para última hora, acaba tendo que lidar com todas as tarefas de uma vez e com um prazo extremamente apertado; além disso, pode ter dificuldade em atingir metas, desmotivação e dificuldade em ascender na carreira”, esclarece.

Para Ferreet, que também atua com mentoria de carreiras, é importante que o profissional esteja sempre atento aos comportamentos, pensamentos e sentimentos. “Perceba também se você está sempre se colocando como perfeccionista. Esse pensamento faz você acreditar que não fez ainda porque é cuidadoso e preocupado com a qualidade da entrega”, sugere, lembrando também de verificar a qualidade do sono. “Veja se não está tendo insônia constantemente e o nível de tolerância. A impaciência pode estar atrelada à procrastinação”, orienta.

O professor lembra que existem pessoas que acreditam que são mais eficazes quando cumprem suas atividades na véspera da entrega. “A pessoa acaba acreditando que passa a ser mais criativo e tem mais disponibilidade quando pressionado”, diz. Para Ferreet, outro ponto importante é o pensamento de que é necessário viver uma coisa de cada vez ou viver o momento. “Na verdade, geralmente, está se boicotando pra ganhar mais tempo e não realizar as atividades”, pontua.

No prazo 

Carmen Rezende diz que as pessoas que sofrem com os reflexos da procrastinação podem tentar vencer o comportamento sozinhos se julgarem capazes. “Se a pessoa constatar dificuldade em modificar o comportamento, a orientação é que procure um psicoterapeuta. Pois quando extrapola a dificuldade de mudar o hábito, a procrastinação pode ser então o sintoma de algo maior”, esclarece. 

csm Carmen Rezende 2 1 3b9dbbde08
Carmen Rezende diz que profissionais podem ser buscados caso a pessoa não consiga vencer a procrastinação sozinha e alerta para que o problema indique algo mais sério (Foto: Acervo pessoal)

A psicóloga destaca que as organizações podem incentivar programas de treino em gerenciamento do tempo, programas de apoio a saúde mental e cultura de reconhecimento do esforço das equipes como uma forma de ajudar a vencer a procrastinação. 

Tadeu Ferreet, por sua vez, defende que cada pessoa pode apostar num plano de ação bem estruturado com metas específicas, mensurável, atingível, relevante e temporal para conseguir gerir melhor o tempo, evitando retardar as obrigações. 

Xô, procrastinação

1. Mapas mentais – Trace todas as atividades que devem ser realizadas por ordem de prioridade, começando pelas mais importantes;

2. Pomodoro – Evite a fadiga com a técnica conhecida como Pomodoro, que consiste em executar uma tarefa com foco total por um período de 30 minutos e, em seguida, faz um intervalo de curto para descansar a mente. Após o quatro período de trabalho, é possível um intervalo maior de até meia hora;

3. Eficiência forçada – O tempo é curto para fazer tudo, mas é suficiente para resolver o mais importante. Priorize isso;

4. Sem distrações – A presença do celular pode reduzir em até 20% do dempenho na hora de executar uma atividade. Se for necessário, lance mão dos aplicativos para bloquear sites que causam distração ou até mesmo restringir o acesso a internet;

5. Difícil – Sempre comece pelo mais difícil ou mais chato;

6. Feito é melhor que perfeito – A sabedoria popular lembra da importância da ação, então não perca tempo;

7. Conheça-se – Você sabe onde estão os seus pontos fracos? Que tal mergulhar no processo de auto-conhecimeto? Isso pode ajudar a identificar onde estão as dificuldades para superá-las.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itamaraju e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.
HOT & NEW
Thank You
You are now Subscribed to our product newsletter.